terça-feira, 29 de novembro de 2016

Receitas Naturais para ajudar a lidar com a dor do luto

Certas perdas são tão dolorosas que nos tiram da realidade,  são  simplesmente insuportáveis, não dá nem pra respirar sem sentir dor em cada parte de nosso corpo e da nossa alma. 
Nessas horas precisamos de ajuda para conseguirmos nos reerguer, voltar a realidade e  seguirmos em frente.
Alguns sentimentos atormentam a mente e ficam nos torturando, prolongando a dor.
Primeiramente é preciso entender que a pessoa que está passando pelo luto não precisa de palavras de ânimo e fé. Acredite, para certas pessoas isso pode machucar ainda mais nessas horas. Quando estamos ainda em estado de choque fica difícil acreditar em Deus e não sentir revolta, é claro que esse primeiro estado de desespero vai passar, mas nos primeiros dias o melhor a se fazer é oferecer o ombro, um abraço, uma refeição leve.
Para tratar esses sentimentos de forma natural e não trabalhosa, separei alguns métodos holísticos de fácil utilização para quem está passando por esse momento tão delicado da vida.
Alguns óleos essenciais  são muito bons para tratar esses sentimentos em fase aguda, mas lembre-se é sempre bom consultar um especialista para lhe dar atenção especial e indicações específicas e personalizadas.
No geral, você pode aromatizar o ambiente para ajudar pessoas que estão passando por essa situação, isso trará um pouco de conforto e alívio da dor, sem que seja preciso "tocar na ferida".
Para aromatizar um ambiente você pode usar um difusor de aromas de tomada e pingar de três a cinco gotas do óleo essencial com um pouquinho de água, depende to tamanho do cômodo que você vai aromatizar. Alguns óleos são específicos e eficazes para tratar o luto.
Óleo essencial de Rosa Attar: É muito bom para corações partidos em todos os sentidos, sendo eles, luto, separação, desilusão amorosa.
 Os óleos essenciais de Benjoim e Manjerona possuem um efeito reconfortante sobre as emoções. O óleo de Melissa também atua como um tônico para o coração, ajuda a liberar o trauma e a dor.


Outra forma de aliviar a dor e tratar sentimentos são os florais. Algumas combinações são chamadas de florais de emergência para tratamento de emoções traumáticas.
Algumas farmácias especializadas vendem florais sem receitas, por se tratarem de remédios naturais não apresentam riscos (em geral). O melhor a fazer é procurar indicação de um terapeuta que te indique um floral específico para seu caso. Acredite, os florais são muito potentes nessas horas.

O estado de emoções negativas pode pesar no campo energético de quem sofre, por isso também é bom cuidar da energia, a recuperação será mais fácil se o campo áurico estiver limpo.
Você pode fazer banhos de limpeza para ajudar a limpar energias pesadas de tristeza e revolta.

Banho de Lavanda, Tomilho e sal grosso (Acalma e revigora).

Não há contra-indicações, portanto, gestantes e crianças podem usar tranquilamente. Use sempre 3 dias seguidos.

Para cada banho você precisa fazer um novo preparado, pois a validade da energia é de até duas horas, por isso, não é possível reservar para outro momento.




Banho de ervas para renovar as forças
Alecrim, hortelã e sal grosso.
Para preparar os banhos siga os passos abaixo:


Aqueça um litro de água até começar a formas bolhas na água. Não deixe ferver;
Apague o fogo e coloque todas as plantas. Não aqueça no microondas;
Faça uma oração pessoal pedindo a bênção de Deus, da natureza e dos seres de Luz para o seu banho;

Espere esfriar e depois de seu banho de higiene jogue do pescoço para baixo. Nunca jogue um banho de ervas na cabeça, pois pode desequilibrar o chacra coronário.

Certas dores nos afrontam de forma devastadora, não temos respostas para tudo, isso nos aflige,mas devemos sempre ter em mente que devemos sobreviver da melhor maneira possível e que devemos pedir ajuda, pois nem tudo deve ser suportado sozinho.



Que Deus te abençoe sempre!


Luciana Lara
Terapeuta holística
contato: terapiaebanhos@gmail.com

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Venho de tantas tempestades que já não me abalo com qualquer trovão!

Com o tempo vamos aprendendo que nem tudo e nem todos valem nossas horas de sono. Percebemos que algumas pessoas e alguns problemas tem a função de nos cansar apenas. Algumas pessoas não estão na nossa vida para somar nem para ensinar, estão apenas para incomodar, "encher o saco mesmo". Por isso começamos a nos programar para não nos perturbarmos com pessoas e situações que sabemos que não nos acrescentarão absolutamente nada.
Percebemos que já não vale a pena entrar em discussões desnecessárias, perdemos a vontade de participar de reuniões de família onde a hipocrisia será a convidada de honra, e reclamações e críticas começam a perder a importância. Até mesmo as fofocas maldosas começam a perder o poder sobre nossas mentes.
A vida é muito mais simples se tirarmos certas complicações e pessoas tóxicas. Se não dá para agradar a todos, vamos agradar a nós mesmos. Sim a nós! Pois ninguém merece mais nossa atenção, nosso carinho, nossa preocupação do que nós mesmos.
Só nós sabemos o que passamos, nossos medos, nossas lutas diárias, nossas dores. Então não é qualquer trovão, não é qualquer crítica, não é qualquer "mimimi"... que vai nos abalar, aliás dar atenção a coisas pequenas já deixou de fazer parte da nossa rotina faz tempo.
É aí que nossa nova filosofia de vida se cria, e o pensamento principal é o seguinte:
"Se alguém estiver incomodado com as minhas gordurinhas localizadas ou o meu peso, que fique... Se alguém estiver preocupado com minha vida amorosa, que fique... Se casei, se não casei, se tenho filhos, se não quero ter filhos o problema é meu e quem não estiver satisfeito com a forma com que levo minha vida  que se exploda! Todo tipo de "mimimi" e conversinhas medíocres já não encontram mais a porta da minha vida e minha mente abertas... sorry..."
É assim que amadurecemos, deixamos de lado as convenções sociais, 
enxergamos que a chamada "normalidade" é superestimada por todos. Entendemos que não existe perfeição em ninguém e em nenhuma família, inclusive na nossa. Aprendemos que não devemos nos maltratar para satisfazer padrões que não são nossos. Começamos a ser extremamente seletivos com as pessoas que ficam ao nosso redor e o interesse principal é cuidar de nossas vidas e nossa felicidade.
Os trovões que façam quanto barulho quiserem, tempestades vem, tempestades vão, mas nós sempre permaneceremos, caindo, levantando, seguindo do jeito que der e vier.
O importante é continuarmos seguindo em frente com fé em Deus e em nós mesmos, superando, aprendendo, vencendo. Estamos aqui para evoluir, sermos felizes e fazermos a diferença.

Que Deus te abençoe sempre!

Luciana Lara
Terapeuta Holística

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Conte com o meu perdão, mas suma da minha vida!

Nossa flexibilidade e tolerância muitas vezes nos fazem parecer trouxas perante todos. Perdoar é preciso, não devemos guardar lixo emocional dentro de nós. Mas até que ponto devemos compreender quem nos desgasta e tira nossa paz e alegria?
Pessoas tóxicas estão em todo lugar, inclusive nas nossas famílias e relacionamentos amorosos. Perdoar não significa aceitar, perdoar significa não deixar que o outro tire sua paz e nem deixe lixo emocional em você.
Somos legais tentando entender e perdoando, mas deixar a cobra por perto para dar um novo bote não é uma atitude sensata, muito pelo contrário é sinal de autoestima com problemas.
Perdoar uma traição é uma atitude nobre, perdoar duas ou mais e ainda sim manter a pessoa por perto dando chances e mais chances é uma atitude de autoflagelação. 
Muitas pessoas passam por traições e rasteiras na vida, algumas adoecem por conta da mágoa e do ressentimento, não conseguem perdoar honestamente e carregam essa dor por longos anos, e sempre que o assunto surge, os sentimentos voltam a tona, trazendo angústia.
É preciso ter em mente que muitas pessoas tóxicas se divertem com o sofrimento alheio. Existem males mentais e espirituais que fazem com que pessoas perturbadas precisem sempre se impor diante de quem julgam ser mais fracos, essas pessoas se alimentam da tristeza e do sofrimento que causam nas ouras pessoas.
Quantas mães colocam filhos uns contra os outros para impor suas vontades? Quantas pessoas traem seus companheiros, voltam, pedem perdão e cometem os mesmos erros? Quantos filhos maltratam os pais, irmãos e depois pedem desculpas, pouco tempo depois fazem tudo de novo.
O fato de termos ligação sanguínea e querermos sempre uma família unida, nos faz passar por cima de coisas intoleráveis.
Com amigos  e colegas de trabalho, também enfrentamos fofocas e todo tipo de comportamento tóxico que nos causa muita raiva.
Precisamos trabalhar nossa segurança emocional para bloquearmos esse tipo de pessoa logo de cara. Precisamos ser seguros a ponto de faze-los entender que somos bons mas não somos trouxas e não estamos dispostos a ser suas vítimas.
Deus quer sim que perdoemos nossos irmãos, mas também quer que sejamos capazes de compreender que devemos nos amar também, pois não amar a si mesmo, se deixar pisar e manipular é tão grave quanto prejudicar e fazer mal ao próximo.
Tentar interferir no caminho do outro com excesso de compreensão só te trará doenças emocionais e físicas. 
No caso de familiares, mantenha uma distância emocional segura, você não precisa cortar da sua vida,o que você precisa é impor limites do tipo "nós nos amamos mas sem respeito não quero você por perto".
Não tenha medo de se proteger de pessoas falsas e manipuladoras, quem se alimenta da tristeza alheia não merece a chance de conseguir entrar na vida de ninguém para causar estragos.
Se você está em um relacionamento onde precisa perdoar constantemente, onde é traído ou vive desconfiado, fique atento, Deus não quer que você maltrate a si mesmo. Acorde, antes que fique doente!
Todos merecemos amor e respeito,inclusive de nós mesmos!

Que Deus te abençoe sempre!
Luciana Lara

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

A ansiedade disfarçada e os males causados por ela

Associamos facilmente a ansiedade a pessoas apressadas, aceleradas e que querem resolver tudo ao mesmo tempo. Sintomas normais como excesso de preocupações, palpitações, suor além do normal e pontadas no estômago, são clássicos.
Nem sempre a ansiedade se manifesta com os sintomas clássicos, muitas vezes a mente está quieta e até em paz (aparentemente), mas o corpo cria um mecanismo de alerta para o perigo que pode chegar a qualquer momento, sem nenhum motivo aparente, inclusive em dias tranquilos e horas de lazer.
São nas horas tranquilas que podem acontecer os ataques mais agressivos, como falta de ar e palpitações, que ao chegar ao hospital são confundidos com sintomas de infarto.
Formigamentos no braço ou pernas e terror noturno também podem se manifestar, causando distúrbios do sono e fadiga.
Muitas vezes em dias de folga e repouso, mesmo estando deitado na cama, a cabeça está tão cheia de preocupações, suposições e medos que após um dia deitado a exaustão parece só estar pior.
Pensar demais e sentir demais causa tensão muscular e muito cansaço físico.
Muitas vezes uma pessoa que só quer dormir ou fica deitada na maior parte do tempo, pode estar com a mente tão agitada que mal pode dar conta de ficar em pé e realizar as tarefas simples que precisa, ou até mesmo trabalhar.
Mesmo assim muitos se levantam e saem de casa todos os dias, vivem do jeito que conseguem, bebem, fumam, ou ficam em uma vida de excessos como uma forma de fugir dos próprios medos e inseguranças
Mas o que desencadeia a ansiedade generalizada?
Na maioria dos casos, traumas causados por grandes perdas como luto, acidentes graves, uma violência sofrida, término não amigável de um relacionamento, situações muito estressantes no ambiente de trabalho e principalmente a sensação constante de impotência diante da situação.
Na maioria das vezes em nossas vidas, não há pra onde correr. Nem sempre podemos contar com familiares, amigos ou simplesmente pedir demissão daquele emprego que nos suga e entristece, por isso é importante procurar ajuda profissional  nessas horas.
A ansiedade agravada pode levar a complicações de saúde mais sérias e atrapalhar a percepção da realidade.
A vida se torna sem graça e dolorosa, a vítima da ansiedade passa a colocar um sorriso discreto no rosto para poder sair de casa e acaba perdendo o interesse nas outras pessoas. Seja amigos familiares ou relacionamentos amorosos. Mantém relacionamentos por conveniência e escondem seus nervos em frangalhos de todos a sua volta.
Vivemos em uma sociedade sem tempo, vivemos em uma sociedade que nos cobra felicidade, viagens e vida perfeita nas redes sociais, mas a verdade é que muitos se cercam de baladas, álcool e diversões exageradas para não ouvir suas próprias mentes conturbadas por pensamentos excessivos.
Fala-se muito em estilo de vida saudável, fazer exercícios, cuidar da alimentação, tudo isso é muito bom, mas pessoas ansiosas, tristes ou com ataques de pânico causados pela ansiedade, dificilmente conseguem se disciplinar sozinhas. É necessário ajuda, compreensão e incentivo, pois tratar transtornos como frescuras só agravam o caso.
Como a maioria das pessoas estão envolvidas com suas próprias preocupações e sua própria ansiedade, apoio e compreensão são algo cada vez mais difíceis de conseguir de familiares e pessoas próximas.
Procure ajuda profissional, se recomponha, discipline sua mente e volte a sentir vontade de viver e dê um sentido real para sua vida.


Se precisa conversar, desabafar, com alguém que te ouça de verdade e respeite seus medos, entre em contato pelo e-mail terapiaebanhos@gmail.com

Atendimento via Skype

Que Deus te abençoe sempre!
Luciana Lara

Como aprender a meditar e ouvir a alma?

Tenho recebido muitas perguntas a respeito de como se comunicar com a alma. Muitos dizem que não conseguem se concentrar na meditação, não conseguem visualizar nada, outros simplesmente sentem medo do que vão encontrar quando vasculharem suas mentes.
É normal sentir medo, sempre achamos que não vamos gostar do que nossa mente tem a nos dizer ou do que vamos ver em nosso lado escuro. 
Esperamos que durante a meditação uma voz divina apareça nos dando instruções precisas para que possamos seguir e resolver nossos conflitos. 
Os belos ensinamentos de Buda e Osho sobre o silêncio e a sabedoria interior são verdadeiros, mas poucos os compreendem, por isso a maioria desanima e não consegue vivenciar o que eles realmente querem dizer. 

Você sabe porque isso acontece? Porque queremos alcançar a perfeição rapidamente. Esperamos ouvir uma voz externa que nos diga o que fazer, achamos que aquela pessoa que vemos se emocionando durante a meditação, ou aquela que fica em uma pose bonita como a da Julia Roberts em Comer, Rezar, Amar conseguiram alcançar um estágio elevado que você nunca conseguirá.
Agora te digo o que você não sabe, revelação bombástica só para você! Ouvir essa voz divina externa que você tanto espera, é uma ilusão, não espere por isso não vai acontecer.
Calma, não fique chocado, meditação é um bem maravilhoso, mas sutil. Te explico como ocorre o processo todo.

Fiz um apanhado dos relatos de alguns dos meus alunos e clientes quando iniciam o tratamento holístico. Os iniciantes passam pelo processo mais ou menos da mesma forma e relato aqui os pensamentos mais comuns que invadem a mente na hora da meditação.

É importante compreender que não precisamos negar esses pensamentos, pois tudo que negamos e tentamos espantar, volta com mais força muitas vezes.

Você coloca a meditação guiada, se deita em um ambiente calmo, coloca um incenso ou uma vela aromática, respira fundo e começa prestando atenção no que está ouvindo. No primeiro minuto você se esforça, no segundo minuto começa a se sentir ansioso e pensar, "será que vou conseguir?"
Seguem os pensamentos mais comuns que invadem a mente:
No terceiro minuto você se lembra que precisa fazer o jantar, mas a meditação está te deixando sonolento.
Começa uma guerra interna para conseguir se concentrar > "não posso dormir"
Mais um minuto: " Esqueci de marcar consulta com o médico"  "preciso arrumar a casa, tirar algumas coisas que estão bagunçadas..."
Outro minuto: " Não posso dormir, tenho que pensar em organizar as coisas para o fim de semana"
E Outros pensamentos vão brotando na mente:
 "Não consigo visualizar nada" Meu Deus...
"Me sinto tão cansado ultimamente, acho que eu deveria ir viajar... ah preciso voltar a meditação... Concentre-se.
Mais pensamentos...
- "O que eu poderia fazer pra ganhar mais dinheiro?" 
- "Não aguento mais ficar preocupado com contas, queria pagar as dívidas, queria ganhar mais, meu Deus... como eu posso ganhar mais? Não vejo uma saída, afff... não consigo aquietar a mente."
- "Acho que fiquei assim por causa do que me aconteceu, trauma, porque ainda penso nisso? Meu Deus preciso perdoar... Já perdoei, agora vou me concentrar..."
Mais uns minutos e você continua na batalha, até a meditação terminar, hora de agradecer.
Você se sente cansado e acha que fracassou na meditação.
Aí vem a conclusão de dentro de você:
 - " Preciso me acalmar, esquecer o que me aconteceu, perdoar, ou não vou conseguir meditar nunca" Será que preciso de ajuda? Ou de descanso? Queria mesmo é viajar, descansar me desligar um pouco, aí sim eu conseguiria meditar. Amanhã eu tento meditar de novo".

Agora vem a informação que vai te chocar mais ainda: Você meditou e conseguiu o benefício que tanto precisava da meditação. 
Sua alma falou com você! Mas não da forma que você esperava, mas ela já te deu seu diagnóstico. Parabéns!
Percebeu como você está agitado, ansioso e ainda pensa em mágoas do passado? Percebeu que ela te disse para descansar, ir viajar, desacelerar? Perceba quantos sentimentos estão dentro de você. Quantas coisas te preocupam ao mesmo tempo?
As primeiras meditações são assim, aos poucos você vai percebendo como você está acelerado e quais são suas principais preocupações. No decorrer do seu aprendizado tudo vai ficando mais calmo e você compreende que não pode resolver tudo ao mesmo tempo, que não tem poder sobre o que os outros pensam nem como agem.
Vai tendo a certeza de que pode criar um jardim maravilhoso dentro de você, onde encontrará a verdadeira paz e harmonia.
Isso irá refletir em seu comportamento externo. Você aprenderá a resolver uma coisa de cada vez. Não deixará a negatividade alheia atrapalhar sua paz interior, saberá que é responsável apenas pela sua jornada e que não tem poder sobre a jornada dos outros. E o mais importante, você é capaz!

Que Deus te abençoe sempre!

Luciana Lara


Popular Posts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *